quinta-feira, 22 de maio de 2008

Aletria com amêndoas


A aletria dispensa apresentações. Para mim ela é sinónimo de comida caseira e reconfortante e o primeiro dos doces de natal. É um daqueles doces que têm o dom de satisfazer, naquelas alturas,em que não sabemos muito bem o que nos apetece. Um prato de aletria quente e coberto de canela em pó, comido numa daquelas noites frias e chuvosas de inverno, é para mim o que mais se parece com a sensação de estar num ninho, dá-me conforto, aquece-me e acalma-me.
Esta não é uma aletria normal. É enriquecida com gemas, amêndoas e flor de laranjeira e foi inspirada numa receita de Terras de Bouro.
No inicio de cada ano e desde há alguns anos a esta parte, tem lugar em Terras de Bouro a iniciativa "Domingos gastronómicos", da qual fazem parte a receita de aletria na qual me inspirei . Já há bastante tempo que andava para a fazer e o aniversário do João pareceu-me a ocasião ideal.
Os ingredientes extra, que fazem parte desta receita, tornam este doce especial, próprio para uma ocasião também especial.
Desejo-vos a continuação de um excelente feriado.






Ingredientes:
1/2 kg. de aletria
1/2 litro de leite
1 casca de limão
1 pau de canela
350 a 400 gr. de açúcar
6 gemas
6 flores de laranjeira, frescas ou em calda
50 gr de amêndoas picadas grossas
Amêndoas em tiras ( para decorar)
Canela em pó


Preparação:
Leve um tacho ao lume com bastante água e umas pedrinhas de sal. Quando levantar fervura, junte a aletria partida. Deixe cozer uns 3 m. e escorra num coador grande, passe por água fria.

Numa taça misture o leite, as gemas desfeitas,a casca de limão, o pau de canela, as flores de laranjeira, o açúcar ( a quantidade de açúcar é um pouco a gosto, junte 350 gr e se achar que precisa de mais, junte conforme o gosto pessoal) e as amêndoas picadas. Misture tudo com vara de arames, leve ao lume, mexendo sempre e quando estiver quente, junte a aletria e deixe continuar a cozer, mexendo até engrossar um pouco.

Não deixe a aletria ficar demasiado consistente, pois depois de arrefecer, ela endurece. Convêm que fique um pouco líquida, para que depois de fria, fique macia e húmida. Ponha num prato á escolha, polvilhe com canela em pó e as amêndoas em tiras e sirva. Print Friendly and PDF

10 comentários:

risonha disse...

que boa que deve ficar. e muito diferente das receitas que estamos habituadas a ver.
aliás, eu tenho duas receitas de aletria no meu blog mas nem têem nada a ver com esta
mas tenho uma dúvida: onde é que encontras as flores de laranjeira?
nunca vi disso á venda :-(

monica disse...

Risonha, a minha sogra tem duas laranjeiras em casa e quando estão em flôr eu tiro algumas flores e congelo. Aqui talvez se arranje flores em calda, na casa chinesa no porto. Não sei se fui de grande ajuda, visto que vives em Sagres. Mas se precisares de mais algum esclarecimento, por favor, diz.
Bjinhos

anna disse...

Esta aletria fica com cara de bolo, com um arzinho bem apetitoso...
Beijocas.

Martuxa disse...

Deve ter ficado uma delícia. Nunca tinha visto receitas de aletria com a amêndoa.

beijinhos

Mel L. Ramos Bryar disse...

Que delícia de doces...não conhecia!!! A Aletria seria a massa cabelos de anjos por aqui será??? É a mesma massa que se faz doces arábes??? Hummmm deve ser uma delícia este doce!!!Bjs

Nani disse...

Adoooooooooooro aletria e essa com amêndoas tá show de bola, parabéns, bjs

monica disse...

Anna, fica muito saborosa. Beijinhos.

Martuxa, foi disso que eu gostei nesta receita, a sua riqueza. Beijinhos

Mel, a aletria, pode ser substituída por massa de cabelos de anjo sim, experimente. Beijinhos

Nani, eu também adoro aletria, mas esta é mais para ocasiões especiais, pois é muito rica. Beijinhos.

Natércia disse...

Menina tu acabas por me matar com tanta coisa boa adorei. Um bjo. Natércia...

Migas disse...

Uma das minhas sobremesas natalícias favoritas! Um dia, ainda era adolescente vi uma receita na tv do chefe hernâni silva que levava açúcar amarelo e pinhões. Fiz e descobri que era uma versão incrivelmente saborosa. Infelizmente, não sei onde pus a receita e só pude experimentar daquela vez. Esta tua versão com amêndoas também deve ser bem especial.

Beijinhos

Rivera disse...

Ora cá está uma receita que tenho mesmo de aprender a fazer!
Eu confesso que prefiro mil vezes arroz doce, mas o meu marido prefere mil vezes a aletria. Por isso não custa nada tentar aprender a fazer, para de vez em quando lhe fazer a vontade :)

UA-16306440-1