segunda-feira, 13 de abril de 2009

Do mercado para a mesa!





Ainda me lembro da baixa portuense da minha infância.
Ao Sábado de manhã, o meu avô ia quase sempre ao Porto e levava-me muitas vezes com ele.
O movimento na rua de Stª Catarina , onde a minha mãe trabalhava e onde íamos sempre, era frenético.
Numa época em que ainda não existiam centros comerciais nem hipermercados, a baixa era o melhor sítio para comprar todo o tipo de produtos e as pessoas enchiam as ruas de alegria e movimento.
O Porto de hoje já não é assim. É mais triste e melancólico e sempre que lá vou fico com saudades desses tempos, em que visitá-lo era todo um acontecimento, uma verdadeira festa.
Hoje em dia, as nossas idas ao Porto ( que são raras ) têm como destino obrigatório, a Casa Chinesa e sempre que possível o mercado do Bolhão que continua em obras.



Mercado do Bolhão


As montras das mercearias finas também são irresistíveis. Ficamos colados á montra, sempre que passamos por uma, assim como as casas especializadas em queijos e produtos regionais.
Enfim, apesar de a baixa portuense não ter a vida de outros tempos, é ainda hoje um prato cheio para quem gosta destas coisas da comida.





Na Sexta-feira passada como sabem foi feriado e nós decidimos passar a manhã a fazer umas compras ( pequenas ) para a cozinha. Tomates secos ao sol da Casa Chinesa e favas, azeitonas, tomates frescos e morangos do Mercado do Bolhão.
Fiquei também a saber que o preço do kg. do açafrão é de 2.800 euros. Eu sabia que era muito caro mas mesmo assim a minha primeira reacção foi dizer "Desculpe, disse quanto!?". Não me valeu de nada, o valor continuou a ser astronómico.
Houve um ano no Gerês em que andamos a apanhar as flores do açafrão. Num monte acima da nossa casa havia imensos crocos, e eu pus a família toda a apanhar as ditas flores. Mas como para recolher uma quantidade razoável de açafrão, são precisas muitas mas mesmo muitas flores e como é evidente eu não ia apanhar tudo o que me aparecesse á frente, acabei por ficar com uma quantidade mínima de fiozinhos dourados. Só para experimentar 1 vez.






Regressamos a casa com os olhos cheios de tantas coisas boas, mas o estômago, esse estava vazio e a dar horas. O remédio foi improvisar o almoço com o que havia á mão. Ás batatas assadas do jantar de Quinta-Feira, juntaram-se uns ovos batidos, espargos cortados, cebola picada e sal e pimenta preta a gosto e dali saiu uma tortilha, frita em lume lento para não queimar. Fez-se uma salada de tomates ( comprados no bolhão ) e acompanhou-se com pepinos em pickle, azeitonas ( também do bolhão ) e batatas fritas. Um almoço simples mas saboroso que fechou em beleza uma manhã bem passada na cidade do Porto.



Print Friendly and PDF

13 comentários:

Doces Temperos disse...

adorei esta viagem pelo mundo do mercado do Bulhão e pelos vegetais com que depois fizeste esse belo e colorido prato. Parabéns!

Raspas de Laranja disse...

Oi Mónica. Por acaso acabamos por levar a Ana e o seu esposo, a dar uma volta no Bolhão. Até a Mary ficou encantada, pois não conhecia essa sinfonia de cores, principlamente na secção das frutas. Tens toda a razão, agora a baixa até dá dó. Poucas casas em condições, e cada esquina uma loja de chineses. Enfim... Gostei

"Manjares da Manu" disse...

Simples mais delícioso!!!!

Bjs...

Mary disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Mary disse...

Mónica, conheço o Porto há pouco tempo, mas tenho ouvido dizer que já não é como dantes...falta-lhe a vivacidade e a cor!
Pode ser que alguém ponha mãos à obra e resolva fazer alguma coisa para alterar a situação...lol
Adorei visitar o Bolhão, tinha uma ideia totalmente diferente, foi uma experiência inédita! (que vergonha, eu sei...)hehehe

Carol disse...

Monicsa, que lugar incrível, me deu muita vontade de conhecer. Bjão

Avental da Micas disse...

Mónica, entendo perfeitamente o que dizes qdo descreves o Porto! Estou totalmente solidária com a opinião de que o Porto já não é o que era, mas que tem tudo para ser mais ainda!...
Engraçado falares da Casa Chinesa, porque tb lá vou muitas vezes de propósito para comprar o coco ralado (esta delicia vem ainda com o óleo do coco a verter dentro dos saquinhos de papel, foi-me apresentado pela minha amiga Joaninha do Chef Haruki) e outros ingredientes afins que fazem dos meus petiscos, erquenas delícias! Ao Bolhão, confesso que não vou há muito! Fico triste em ver a desorganização e desleixo com o nosso mercado, isto depois de ver como outras cidades europeias têm orgulho dos seus mercados de fruta, carne, peixe, enfim!
Gsotei do texto, houve identificação... bjs

monica disse...

Raspas de laranja, Mary e Avental da Micas,
o Porto é uma cidade linda. Sempre que passo no cais de Gaia e olho para aquelas filas de casas centenárias de cores diferentes e para as muitas igrejas antigas que se veêm do cais, digo sempre o mesmo " o Porto é realmente bonito" e merece todo o esforço para ser preservado.E isso inclui o mercado do Bolhão e as muitas mercerias antigas que vão sobrevivendo á passagem do tempo.
Bjs

Doces temperos, manjares da manu, Carol,
apesar de estar em obras já há algum tempo, vale sempre a pena visitar o Bolhão, é uma festa para os sentidos.
Obrigada a todas e bjs

edinha disse...

As bancas do mercado são bem coloridas :)
As comidinhas simples também são deliciosas :)

ameixa seca disse...

Olha, uma coisa te garanto: o Porto ficou bem menos melancólico na quarta feira he he Aquilo é que foi alegria a esbanjar :)
Infelizmente o "degredo" não ajuda nada, porque o Porto continua a ter uma luz mágica e é lindo ;)

risonha disse...

eu quando vou ao Porto faço sempre o possível por ir ao Bolhão... adoro aquela mistura de cores e aromas.

Anónimo disse...

Sendo eu Lisboeta, o Porto faz parte das minhas memórias infantis.Todos os anos íamos passar um mês em casa de uns tios e da Avó materna.Íamos de combóio, claro, e ainda hoje tenho a imagem da entrada em Gaia e das vistas sobre o Douro e a Cidade do Porto!E também já apreciava ver as montras das Mercearias de bairro com uns bacalhaus muito grossos, os Queijos e os Vinhos!Gostei de ir à Praça contigo! Obrigada pelas boas recordações que vieste reavivar! Bjs. Bombom

Mónica disse...

Tem toda a razão Edinha!
Bjs
Ameixa, bem, só a nossa sessão de fotos foi um espectáculo. Se tivesse durado mais tempo ainda fazíamos parar o trânsito! Do resto da tarde já não posso falar mas acho que perdi o melhor da festa!
Bjs

Risonha,
e fazes muito bem. O Bolhão ainda está em obras mas vale bem a pena lá ir.
Bjs

Bombom,
É verdade, é das coisas que eu mais gosto de ver, os bacalhaus pendurados e as postas cortadas a mostrarem a espessura do bacalhau.
Fico contente que tenha gostado desta pequena visita ao mercado.
Bjs

UA-16306440-1