segunda-feira, 9 de novembro de 2009

Bacalhau espiritual



Há quem diga que os prazeres da boa mesa são coisas do mundo e nada têm a ver com o espírito mas eu não acho que seja assim.
Se comer tem como principal função alimentar o corpo, já a alegria que isso nos dá é um dos melhores alimentos para a alma e para o espírito!
Esta é a minha versão do bem conhecido bacalhau espiritual.
Alterei um pouco as quantidades e troquei as natas por um molho branco feito com azeite em vez de manteiga, ao qual juntei umas gemas para o tornar mais rico. Juntei também ao refogado 2 alhos ralados. O alho sendo ralado dá mais sabor à comida do que sendo picado e ultimamente è só assim que o uso nos refogados ou molhos.
Antes de por o bacalhau no forno reguei-o ainda com um pouco mais de azeite, para dar mais cor ao molho branco a ajudar a criar uma leve crosta estaladiça.
O resultado foi um prato de bacalhau cremoso, com a superfície levemente estaladiça e com um sabor delicioso!


Ingredientes:
800 gr. de bacalhau cozido (guarde a água da cozedura)
300 gr. de pão seco
1/2 lt. de leite
600 gr. de cenouras raladas
4 dl. de azeite
2 dentes de alho ralados
300 gr. de cebola muito bem picada
Sal e pimenta preta a gosto





Para o molho branco:
4 colheres de sopa de azeite
2 dl. de leite
2 dl. de água de cozer o bacalhau
50 gr. de farinha
2 gemas
Sal e noz moscada a gosto

Preparação:
Leva-se o leite ao lume até quase ferver.
Parte-se o pão em pedaços, e rega-se com o leite quente.
Limpa-se o bacalhau de espinhas e desfia-se muito bem, para isso põe-se o bacalhau dentro de um pano, juntam-se as pontas do pano de modo a tapar o bacalhau e esfrega-se o pano até o bacalhau ficar em fios.
Pré-aqueça o forno a 200 º, marca 6 do fogão a gás.
Refogam-se as cebolas, os alhos e as cenouras no azeite, até a cebola ficar transparente e depois junta-se o bacalhau.
Mexe-se e junta-se aos poucos o pão demolhado e desfeito.
Tempera-se com sal e pimenta preta e mexe-se muito bem.
Para o molho branco, leva-se ao lume o azeite, junta-se a farinha e mexe-se até a farinha absorver o azeite totalmente, a seguir rega-se aos poucos com o leite e a água da cozedura, mexendo para não ganhar grumos, eu faço isso com a vara de arames.
Tempera-se com sal e noz moscada e deixa-se arrefecer um pouco.
Junta-se as gemas e mexe-se muito bem até ficar tudo bem ligado.
Unta-se uma travessa com manteiga, põe-se o preparado de bacalhau dentro e cobre-se com o molho branco, rega-se com um pouco de azeite e vai ao forno até dourar.






Print Friendly and PDF

13 comentários:

Sónia Meirinho disse...

ficou uma receita magnifica!! eu adoro bacalhau!! e essa combinaçao é optima!! beijinhos

Docinhos e Miminhos da SweetSofia disse...

Que aspecto fantástico!!.. adorei as tuas alterações.. deve ter ficado mesmo divinal!
beijinhos (*.*)

Ipse disse...

Esta é uma das minhas maneiras favoritas de comer bacalhau. Gosto muito e o seu está uma verdadeira delicia :D

HUGO disse...

Mónica a tua receita é um luxo!BEIJO««

Paula disse...

Ficou com um aspecto divinal. Gostei das alterações que fez à receita. A testar em breve!

vânia jesus disse...

que bom!Adoro e por acsao foi o meu almoço ontem, mas ainda não publiquei!

bjos

ameixa seca disse...

A cenoura deu-lhe um toque bem agradável :) Óptimo aspecto!

Pratos da Bela disse...

Deve ser bóptimo...
Jinohs fofos

argas disse...

Que aspecto excelente!!! bjinhos

Leonor disse...

Há muito que ando para experimentar a receita de Bacalhau Espiritual. Esta está com muito bom aspecto, para além das alterações do molho branco que merecem o meu aplauso.

beijinho

(Leonor)

Fátima Freitas disse...

Mais uma bela e apetitosa maneira de elaborar o bacalhau. Tenho de experimentar.

Odete disse...

Ja comi bacalhau assim soh duas vezes e foi la no Rio. Adorei!
Esse seu parece delicioso e a receita nada complicada. Quando conseguir um bom bacalhau por aqui, vou tentar reproduzir.

bjs

Fla disse...

Que prato mais lindo. Parabéns.

UA-16306440-1