quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Papas de sarrabulho no gerês



( Albufeira da Caniçada, Mata da albergaria, Portela do homem )



Gerês!...
Há já algum tempo que não iamos ao campo do Gerês, as saudades eram muitas e assim,  no  passado fim de semana, partimos rumo à serra ansiosos por pisar "solo sagrado".
Há um sítio no meio daquelas serranias que é como um santuário para nós e voltar lá depois de tanto tempo, emocionou-me até às lágrimas, lágrimas que disfarcei muito bem já que o João nem deu por elas.
É assim o Amor que tenho pelo Gerês, de uma imensidão impossível de medir, imutável e mágico.
Enquanto caminhava pelo caminho que percorri tantas vezes, apercebi-me aos poucos, de como aquele território está "entranhado" em mim. Reconheci cada pedra, cada arbusto e cada curva, mesmo no meio do nevoeiro que cobria os montes áquela hora da manhã. E a cada passo que dei, senti-me de volta  a casa, verdadeiramente de volta a casa...
Depois da caminhada e já a precisarmos de confortar o estômago, fomos almoçar a um velho restaurante que costumamos frequentar.
 O serviço por vezes deixa a desejar mas as papas de sarrabulho bem quentes e a cheirar a cominhos, são uma perdição! E é o único restaurante onde bebemos um dos nossos vinhos tintos preferidos a um preço inacreditável.


Print Friendly and PDF

4 comentários:

Fatima disse...

Mónica, você tem a felicidade de conhecer esse lugar tão lindo!!! Penso que estar aí é como estar no paraíso!!!!
Um dia que vá para essas bandas, vou querer conhecer o Gerês.
Beijinhos
Fatima

jamsilva disse...

O que dizer das nossas serras....

isabel disse...

Olá Mónica, Não sei se se refere ao mesmo caminho paradisíaco que já percorri, no meio da mata da Albergaria. Existe um pequeno troço de uma via militar romana, mágico: a geira Romana com alguns marcos miliários. Parece que estamos a atravessar uma floresta encantada embelezada com uma pequena lagoa. Lembro-me de durante a nossa caminhada ter apaziguado a nossa sede com água de uma bica, tão boa que creio nunca ter bebido água tão pura e refrescante como aquela!! Tratando-se deste ou outro caminho, o Gerês tem o poder grandioso de nos emocionar com tamanha beleza!!
Só não conheço o restaurante onde se pode comer tão deliciosas papas!

beijinho grande Mónica :)

monica Pinto disse...

Fátima,
Se puder não deixe de visitar o Gerês, vai ver que vale mesmo a pena.
Bjs

JamSilva,
é verdade, por muito que se tente , as palavras nunca são suficientes para descrever a beleza e alma de um lugar como este.

Isabel,

A mata de albergaria è realmente lindíssima e fiquei muito contente por ver que não foi muito afectada pelos incêndios do verão passado. No entanto uma vasta extensão de pinhal antes da mata, não teve a mesma sorte. Pinhal esse por onde passa a Geira romana em direção à mata da Albergaria.
Também nós costumamos beber água de uma fonte ( a da Balsada) quando lá vamos, a água è realmente deliciosa!
Bjs

UA-16306440-1