segunda-feira, 5 de julho de 2010

Tartelettes de physalis e baunilha





Há dias assim, em que do meio de um turbilhão de acontecimentos, decisões e escolhas, surge de repente uma aberta no céu e volto a perder-me no azul intenso novamente, fazendo parecer que nada mudou, que tudo continua aqui como sempre esteve, à espera de dias mais tranquilos...
O calor e tranquilidade dessa aberta, levaram-me numa manhã alegre de Verão até a um pé de physalis carregado de frutos, e de cesto na mão, apanhei e comi, comi e apanhei, até onde a satisfação do prazer permitiu. E ainda inebriada pelo arôma frutado das pequeninas pérolas laranja, regressei a casa com o meu tesouro na mão. Com esse tesouro, não fiz colares nem anéis, mas enfeitei tartes de massa estaladiça e recheio aveludado, que guardaram em cada pedacinho o calor e calmaria de um doce dia de Verão.





Ingredientes:
Massa - Dá para uma tarte grande ou 7 tartelettes
255 gr. de farinha
125 gr. de manteiga bem fria
80 gr. de açúcar
1 pitada de sal
1 ovo grande frio
1 colher de sopa de leite frio

Recheio - Dá para uma tarte grande ou 7 tartelettes
4 ovos
100 gr. de açúcar
150 ml de natas espessas
1 vagem de baunilha
Physalis



Preparação:
*Num processador, misture a farinha com a manteiga cortada em cubos e o açúcar, até a massa ficar tipo migalhas grossas.
*De seguida junte o leite e a gema e processe rapidamente até fazer uma bola.
*Não trabalhe demais a massa, senão ela não ficará quebrada como é pretendido.
*Tire a massa do processador molde-a rapidamente em forma de disco, embrulhe em película aderente e leve ao frio por 30 minutos.
*Unte uma tarteita ou 7 formas de tartelette com manteiga.
*Estenda a massa numa superfície enfarinhada e forre as formas com ela.
*Pique a massa no fundo das formas com um garfo, embrulhe-as com película aderente e leve ao congelador por 40 minutos, isto evita que a massa encolha ao cozer.
*Pré.aqueça o forno a 180º, marca 4 do fogão a gás.
*Cubra o fundo das tarteiras com papel de alumínio e depois com feijões secos e leve ao forno por 15 minutos.
*Agora o recheio, corte a vagem de baunilha longitudinalmente e raspe as sementes que estão no interior com uma colher de café.
*Misture as natas, o açúcar, a baunilha e os ovos, batendo até estar bem ligado.
*Verta este creme nas tarteiras, espalhe as physalis por cima do recheio, enterrando-as ligeiramente e com cuidado volte a pô-las no forno.
*Cozem mais 15 a 20 minutos até o creme estar firme ao toque.
*Deixam-se arrefecer e polvilham-se com açúcar em pó. Print Friendly and PDF

14 comentários:

Vânia Costa disse...

Delicioso! Aqui há uns tempo procurei receitas com physalis e nada... agora já sei o que fazer da próxima vez que tiver muitas cá em casa! O aspecto é divino! :)

Beijinho*

moranguita disse...

eu ano tenho e esse fruto nem vi a venda aqui
estao bonitas
boa semana

sofia disse...

um texto muito bonito com imagens tentadoras! :)
gostei muito.

sofia

Cinha disse...

Que lindas!!!
Beijinhos grandes.

Salsa Verde disse...

Adoro physalis e estas tartes ficaram um encanto de lindas!!
Beijinhos,
Lia.

Moira disse...

Tenho que passar em casa da minha mãe a ver como estão os pés de physalis, os meus que tenho na varanda este ano não deram fruto, acho que não gostam de estar num vaso. Adoro a fruta e o que fizeste com ela, a experimentar sem dúvida.
Beijinho

ameixa seca disse...

Já provei physalis mas não consigo gostar. É verdade que só provei daquelas que vêm por cima dos bolos das pastelarias e as caseiras devem ser mais docinhas :) Nestas tartes parecem-me perfeitas :)

ameixa seca disse...

Já provei physalis mas não consigo gostar. É verdade que só provei daquelas que vêm por cima dos bolos das pastelarias e as caseiras devem ser mais docinhas :) Nestas tartes parecem-me perfeitas :)

deny disse...

Peccato che non abbiamo la vostra frutta!Sono molto invitanti e le foto bellissime! Buona serata deny

Soalnge disse...

O que é physalis? Onde e como se compra?

monica Pinto disse...

Solange,
Physalis é um fruto doce e ligeiramente ácido que nasce de um arbusto que pode atingir os dois metros de altura.
Eu não sei se você é portuguesa ou brasileira, mas cá em Portugal encontra-se este fruto à venda nos hipermercados com relativa facilidade.

Beijinhos

Suzi disse...

Que sugestão fantástica! Este fim-de-semana também eu fui para a quinta e apanhei imensos physális de vários arbustos que tenho e, nesta altura, estão carregados, comi imensos! Obrigada pela ideia! Bjs

Marina disse...

Mónica, adorei esta receita!
A minha mãe tem um pézinho de phisállis no quintal e está sempre a dar fruto e são bem docinhos... Agora já tem destino alternativo! lol
As tarteletes parecem-me fantásticas!
Beijos.

ManasEcompanhia disse...

É efectivamente uma óptima sugestão... Fiz com alterações e será uma sobremesa a repetir!
Obrigada!
(isa)

UA-16306440-1