segunda-feira, 14 de março de 2011

Panquecas dutch baby





Andei a namorar estas bebés durante tanto, mas tanto tempo que sinceramente senti-me realizada quando as vi a sair do forno. Isto parece ridículo mas é verdade. Aliás, passei dez minutos a entrar e a sair da cozinha e quando finalmente elas começaram a tufar e a crescer, colei ao chão em frente ao forno e fiquei ali, absolutamente maravilhada a vê-las "florescer". No dia seguinte voltei a fazê-las, e de novo o mesmo encantamento. Nada a fazer. Eu sou uma lamechas irrecuperável no que toca a forno e fogão. Só me faltou emocionar-me até às lágrimas, por ver uma panqueca a crescer mesmo à frente dos meus olhos. E como elas crescem! Foi lindo, o que é que eu hei-de fazer!
Parte da culpa deste meu delírio é de um tal de Jimmy, rapaz muito dotado para pequenos-almoços de Domingo, (e lá estou eu outra vez) com uma especial predileção pela manteiga e outras cositas más. Tudo muito bom e muito calórico, do melhor que há para quem anda a ter sonhos com pequenos-almoços pantagruélicos, mea culpa, eu sei, eu sei... Estes e outos detalhes "sórdidos" da vida culinária do Jimmy descobri-os no Orangette. Já das panquecas descobri que são um misto de clafoutis e de gougère, com o centro macio e denso a saber deliciosamente a ovos, leite e nata, e com bordas fofas e ocas. Tradicionalmente servem-se com açúcar em pó, manteiga clarificada (manteiga derretida e trabalhada de forma a que fique somente a gordura. A água e as proteínas são descartadas) e umas gotinhas de sumo de limão, mas aqui não há razão nenhuma para nos acanharmos. Experimentem doce de amora, ou mel ou xarope dourado, falo com conhecimento de causa, já os experimentei a todos e estou decidida a não ficar por aqui! Na receita descrita pela Molly do Orangette, não é usada a manteiga clarificada porque a quantidade de manteiga base já é muita (as 2 colheres de sopa por panqueca). Eu como menina bem comportada que sou, segui as instruções à risca.
A receita que se segue é do Jimmy, sem tirar nem pôr.











Ingredientes:1 panqueca (grande)
4 ovos
120 g. farinha
0,6 dl leite
0,6 dl natas
Açúcar em pó para polvilhar
Limão para espremer
2 colheres de sopa de manteiga com sal



Preparação:
*Tire todos os ingredientes do frigorífico com antecedência para que fiquem à temperatura ambiente. Nesta receita este passo faz toda a diferença.
*Pré-aqueça o forno a 220º, marca 7 do fogão a gás.
*Numa taça misture a farinha com os ovos de forma a que a massa não fique não grumos. Usar uma vara de arames é o mais eficaz.
*Junte o leite e as natas mistutre bem e a massa está pronta.
*Numa caçarola baixa ou numa sertã que possa ir ao forno derreta a mateiga até começar a fazer espuma mas sem queimar. Pode fazer isto numa boca do fogão. Vá girando a caçarola para que a manteiga derreta mas não queime.
*Emediatamente verta a massa na caçarola ou sertã e leve de seguida ao forno a cozer durante 20 a 25 minutos (cuidado para não se queimar), até ficar tufada e dourada.
*É importante que não se demore a pôr a caçarola no forno, ela deve estar bem quente.
*Tire do forno e sirva imediatamente, polvilhada com bastante açúcar em pó e com umas gotinhas de sumo de limão. Print Friendly and PDF

15 comentários:

Ana Rita disse...

Eu também fiquei maravilhada a olhar para esta panqueca....É que deve ser um pecado só!

Bjokas
Rita

Ana Jesus - Cozinha com Arte disse...

que delicia, essas panquecas estão com um ar divinal, comia uma...

bjinhos

Ana Jesus - cozinha com Arte

A Autora do blog disse...

Fantásticas.
Gostei imenso do aspecto.

http://asvezescozinheira.blogspot.com

Nela disse...

K belas panquecas amiga!adoro panquecas e esta receitinha já a retirei. bjs e boa semana.

Gina disse...

Fiquei encantada com as fotos!
Boa semana.

Barida disse...

Monica,
tambem adorei as fotos e essa panqueca deve ser mesmo deliciosa :) beijinhos

»¤Þ䵣䤫 disse...

Que panquecas mais lindas, uma das mais lindas que já vi, parabéns! Beijos

são33 disse...

FICARAM LINDAS...ADOREI ATÉ APETECE COMER E COMER...
BJS

Isa Duarte disse...

Uma panqueca bem diferente sem dúvida e com um aspecto soberbo!

SML disse...

O encantamento que tenho com este blog é ainda maior de dia para dia. Sempre gostei do nome destas panquecas, e espero encontrar tempo para as poder experimentar, senão vão ter de ficar na minha memória até ao dia em que as possa fazer. ;-)
Um beijo grande, com admiração.
Sandra

Sónia Meirinho disse...

Nem imagino a sensação de dar uma trinca, ou mais, nesse pedaço de céu!! Que aspecto!!! Bjos

moranguita disse...

mas que panqueca tao bonita!!! ja estou com vontade de fazer estas panquecas gigantes.
beijinhos

Anónimo disse...

A panqueca não sei, ainda tenho que provar, mas a louça azul é...divinal!! :)

Patrícia Coelho disse...

Olá Mónica,
Ainda não tive a oportunidade de a conhecer, mas dia 18 conheci o seu espaço e os seus pratos e fiquei deliciada......das entradas ao prato pricipal, e o que dizer das sobremesas.....
Espero repetir a experiencia em breve :)
Beijinho e continuação de bom trabalho
Patrícia

Hilda disse...

Hola, estoy conociendo tu blog y admirando estas maravillas de recetas que tienes.
La panqueca me ha llegado al corazón.
Besinos

UA-16306440-1