quarta-feira, 2 de Novembro de 2011

É bom estar de volta! # Is good to be back!






Durante as duas últimas semanas muito aconteceu. Muitas fotos, muitos cozinhados, muito chocolate. Foi também publicado o artigo que escrevi para o "The Rambling Epicure" com uma receita bem portuguesa que por sua vez foi manchete do jornal online Expat Expo CH Daily (ver dia 20 de Outubro nos arquivos do jornal). A receita dos papos de anjo fez sucesso e eu fiquei encantada por fazer parte da família do "The Rambling Epicure". Aqui podem ver a apresentação feita pela Jonell Galloway, autora deste site excepcional.
Estes dias passados longe do blog fizeram-me saber que mesmo eu não estando por aqui, vocês estiveram sempre por perto. E vocês, diga-se de passagem, além de serem uns queridos/as que me enviam emails e fotos lindos, são também mais que muitos e não param de aumentar, por isso quero agradecer-vos por serem uma fonte de inspiração tão especial, o calor humano que faz  com que o trabalho por trás do Pratos e Travessas valha cada vez mais a pena.

Obrigada :)))








Esta nunca foi uma receita daquelas que se escrevem e seguem à risca. E agora é antes de tudo o mais uma deliciosa  memória que me leva de volta a uma das cozinhas da minha infância.

"Na cozinha sentia-se o perfume do alho e da cebola picados a estalarem no azeite quente. O bacalhau que durante dias tinha ido a banhos, estava agora enxuto e feito em lascas, e aguardava, delicadamente pousado num prato, a hora certa de entrar em cena. Ao refogado juntei a água onde cozi as espinhas do bacalhau - três vezes o volume do arroz - e do ramo de louro que secava pendurado num prego da parede branca da cozinha, tirei uma folha que juntei ao caldo. O perfume mudou. Tornou-se herbal e com um ligeiro arôma a terra molhada que me fez pensar nos montes do Gerês.
Sacudi dos grelos tenros e verdejantes, as últimas gotas de água e assim que o caldo ferveu, mergulhei-os folha a folha, até murcharem e quase derreterem sobre o calor do fogão. Umas pedras de sal grosso, brancas como cristais e uma pitada de pimenta preta acabada de moer, caíram como chuva dentro do tacho e o líquido aromático soltou um sussurro borbulhante como quem agradece um gesto de simpatia.
Depois veio o arroz carolino. Da velha tigela com rosas pintadas à mão, caíram em cascata os grãos opacos e curtos, envoltos na goma que ía dar corpo ao já famoso arroz de bacalhau com grelos da Avó Tina. Espalhei as lascas brancas de bacalhau pela superfície do caldo e mexi com um garfo e entre o calor da chama e o ferro do tacho, o arroz foi-se transformando, enquanto bebia gota a gota todos os sabores e temperos que enriqueciam o caldo. Daí ao prato foi questão de minutos. Colher a colher, o arroz pousou no líquido caldoso em que tinha cozinhado. Arranquei algumas folhas de salsa ao ramo que enfeitava um jarro branco pousado junto do fogão. Juntei-as na palma da mão. Levantei-a sobre o arroz e abrindo-a, deixei as folhas caírem ao acaso, como se fossem pétalas soltas ao vento. Uma pitada de flocos de malagueta e um fio de azeite completaram o arranjo."
Cremoso e cheio de sabor este é um arroz para comer e recordar. A quantidade de azeite é generosa mas é isso em conjunto com a gordura do bacalhau e a goma do arroz carolino que torna este arroz tão deliciosamente cremoso.



Arroz de bacalhau com grelos


Ingredientes: 2 pessoas
200 g de lascas de bacalhau cru
50 g de grelos
3 chávenas (de café) cheias de arroz carolino
1 dente de alho grande ralado
1 folha de louro
1 cebola pequena picada finamente
4 colheres de sopa de azeite
O triplo da quantidade do arroz em água, na qual de cozeram as espinhas do bacallhau
Sal a gosto
Pimenta preta a gosto
Salsa
Flocos de malagueta (opcional)

Preparação:
*Separe as lascas de bacalhau das espinhas e coza as últimas em água durante 15 minutos. Reserve.
*Refogue a cebola e o alho no azeite quente e assim que a cebola ficar mole e transparente junte a água onde as espinhas cozeram na quantidade acima referida e uma folha de louro rasgada ao meio.
*Assim que ferver junte as folhas de grelos e tempere com sal e pimenta a gosto.
*Deixe ferver 5 minutos e junte o arroz, mexa com um garfo para separar os grãos e espalhe as lascas de bacalhau pela superfície mexendo novamente.
*Deixe cozer em lume médio com o tacho semi tapado, até o arroz estar cozido (12 a 15 m).
*Sirva salpicado com salsa, flocos de malagueta e um fio de azeite.







In english

A lot has happened during the past two weeks. A lot of photos, a lot of cooking, a lot of chocolate.
The article i wrote for "The Rambling Epicure" was published, a very portuguese recipe that in turn was featured in the Expat Expo CH Daily (in the arquives- October 20). The papos de anjo recipe was a success and i was delighted to be a part of "The Rambling Epicure" family here you can see the presentation by Jonell Galloway, author of this exceptional site.


These past days away from the blog made me know that even though i wasn´t here, you were always around, and you all by the way, dear ones that send me nice emails and photos, you are to many to count, so i wanna thank you all for being such a special source of inspiration, the human warmth that makes all the work behind Pratos e Travessas even worthier.


Thank you all :)))




Chocolate - uma pequena amostra do que fiz durante estas duas semanas
Chocolate- sneak peek




This was never  a recipe like the ones you write and follow to the letter. And now, is above all a delicious memory that takes me back to one of the kitchens of my childhood.

"In the kitchen one could feel the scent of garlic and chopped onion sizzling in the hot olive oil. The salty cod that for days had been in a bath of fresh water was now dry and made into slivers, resting gently on a plate and waiting, for the right moment to make it´s entrance. To the sizzling onion i add the water in which the bones of the cod were boiled - three times the volume of  rice - and from the bay branch that was drying, hanging on a nail in the white wall of the kitchen i took a leaf and added it to the broth. The scent changed. It became slightly herbal with an aroma of moist earth that made me think about the hills of Gerês.
I shook off the last drops of water from the tender and green grelos (rapini) and as soon has the broth started to boil i dipped them, leaf by leaf until wilted and almost melted on the heat of the stove. Small stones of salt, white as crystals and a pinch of freshly grounded black pepper, fell as rain in the pot and the aromatic broth let out a bubbly whisper, like an appreciation for a gesture of kindness.
Then came the carolino rice. From the old bowl with hand painted roses, a cascade of short and opaque grains fell into the pot, grains enveloped in starch which was going to give body to grandma Tina already famous cod and grelos rice.
I spread the white slivers of cod on the surface of the broth and gave it a little stir with a fork and suddenly, between the heat of the flame and the iron pot, the rice transformed itself while drinking the flavors and seasonings that enriched the broth. From there to the plate was a matter of minutes. Spoon by spoon the rice landed in a pool of delicious and rich broth in which had cooked. I tore a few leaves from the parsley bunch that adorned a white pitcher sitting near the stove. I gathered them in the palm of my hand, lifted it over the rice and opened it, letting the leaves fall randomly as if they were loose petals in the wind. A pinch of dried chili flakes and a drizzle of olive oil completed the arrangement."
Creamy and filled with flavor this is a rice to eat and remember. The quantity of olive oil is generous but is this in conjunction with the cod fat and the carolino rice starch that makes it so deliciously creamy and rich.



Cod and grelos rice


Ingredients: serves 2
200 g raw cod slivers
50 g grelos (rapini)
3 coffee cups (European small coffee cups) filled with carolino rice
Three times the quantity of rice in water (in which the cod bones were boiled)
1 large garlic clove, minced
1 small onion, chopped
1 bay leaf
4 tbs olive oil
Salt to taste
Black pepper to taste
Parsley
Dried chili flakes (opcional)

Preparation:
*Separate the cod slivers from the bones and boil the bones in water for 15 minutes. Reserve.
*Sauté the onion and garlic in the hot olive oil until the onion is soft and translucent. Add the water and a bay leaf torn in half.
*Once boiling add the rapini leaves and season with salt and pepper to taste.
*Cook for 5 minutes and add the rice. Stir with a fork to separate the grains and spread the slivers of cod on top of the rice stirring once more.
*Cook in a medium heat with the pot half covered until the rice is cooked, (12 to 15 minutes).
*Serve sprinkled with parsley leaves, red chili flakes and a drizzle of olive oil.




Print Friendly and PDF

15 comentários:

Anette disse...

Congratulations my dear!!!

ADORO ESTE BLOG!!!

Beijinho

Sanda Vuckovic Pagaimo disse...

Esta lindo,especialmente aquela tacinha com chocolate!!!

Marmita disse...

Que saudades... Eu adoro o teu blog e as tuas imagens! Um beijo da Marmita

Coisas Minhas e da Cozinha disse...

Simplesmente genial, ADORO!
Beijos e felicidades!

Ondina Maria disse...

E é muito bom ter o Pratos e Travessas de volta pois é um prazer imenso vir aqui deleitar os sentidos com imagens que quase nos levam a sentir o cheiro e o sabor dos cozinhados.
Este arroz parece-me uma delícia: adoro arroz de bacalhau e adoro arroz de grelos e a ideia de poder juntar ambos numa só refeição é divinal. Tudo preparado com o bom gosto, elegância e requinte de sempre!

Vera Ferraz disse...

Parabéns Mónica! As receitas são fantásticas, mas as fotografias... Simplesmente fabulosas!!!

frango do campo disse...

Welcome back :) Já tinha saudades das fotos e receitas maravilhosas:) um beijo

Babette disse...

É óptimo ter-te de volta...
O teu espaço irradia beleza, bom-gosto e muito cuidado. Sente-se o amor com que tudo é feito e nos é depois partilhado.
Fico também muito feliz com a merecida referência lá fora! Parabéns!
Um beijo com admiração
Babette

Isabel disse...

Nunca mais irei fazer um arroz de bacalhau da mesma forma depois de ler tão bela descrição do acto. é um regalo para todos os sentidos vir a este cantinho. Não me surpreende de todo o reconhecimento lá fora deste belíssimo e cuidado trabalho que transborda de Amor às artes Culinárias ... É merecido! Mais do que merecido!Parabéns Mónica!
beijinho

CNS disse...

Que bela taça de chocolate!

Geburtsurkunde Übersetzung disse...

Wow! Great recipies and beautiful pictures! Amazing!

Friarielli and Sound disse...

I live in Barcelona and yestarday was the first time I ate grelos (from Galicia)! I love them ,they're very delicious an d your recipe too!
Besos!

fnm e disse...

Its nice. Great post. Here i found one place while searching. For further assistance. ClickRecipe, Beverages, Roadies

meigancam01 disse...

I was thinking a lot regarding this topic, so thanks for bringing it up here. You certainly have a good writing style i like, so will be subscribing to your blog.
holy food
religious food

meigancam disse...

Valuable information ..I am delighted to read this article..thank you for giving us this useful information. Great walk-through. I value this post.

UA-16306440-1