quinta-feira, 24 de novembro de 2011

O dia em que o Outono foi rei...# The day when the Autumn was king...





Há já algum tempo que não íamos ao Gerês. Mas eu tinha que lá voltar, antes que o Outono chegasse ao fim.

Partímos de manhã bem cedo num dia de sol e céu azul, o que me deixou para lá de contente com a antecipação de tudo o que poderíamos fazer.

Caminhar. Fotografar. Embrenharmo-nos floresta abaixo até ao rio, onde os salpicos da água límpida e gelada penetram na pele e nos acordam os sentidos. Ver de novo a Albufeira de Vilarinho que guarda no fundo das águas lisas e espelhadas tantas histórias antigas, quase esquecidas. Mergulhar de corpo e alma no verde húmido do musgo e nas cores quentes das folhas que caem à nossa passagem, até nos esquecermos de onde viemos, como se sempre tivessemos feito parte daquele lugar.







 Mas acima de tudo eu queria saber se ía encontrar parasóis ou soutelos como lhes chamam no Gerês. Há muito tempo que não os apanhávamos e são absolutamente deliciosos. Só precisam de um pouco de azeite e alho e do calor do fogão para se transformarem num petisco como poucos. Tivemos sorte. Encontrámo-los no meio da erva fresca dos lameiros das aldeias vizinhas e nos carvalhais que as cercam.

 Pelo caminho apanhámos também medronhos que este ano são abundantes. E assim regressámos a casa com os frutos da colheita de Outono. No dia seguinte fiz esta sopa com o sabor das terras do Gerês acompanhada de tostas de queijo da ilha com estragão, uma salada de cenoura, maça, rabanetes e avelãs e para sobremesa um créme de medronhos de textura macia. Dessa viagem, agora já só tenho as folhas coloridas que trouxe comigo e estas receitas e fotografias, para me lembrarem de um dia em que o Outono foi rei.








Sopa de parasois e tostas de queijo da ilha e estragão




Para limparem os cogumelos selvagens usem um pincel macio (qualquer um) ou  papel de cozinha. E não os apanhem se tiverem dúvidas quanto à espécie. Há vários cogumelos venenosos que se confundem com os comestíveis.


Ingredientes:
150 g de parasois ( podem substituir por portobello ou marrons)
2 batatas médias cortadas em quartos
600 ml de caldo de galinha
1 cebola média picada
1 haste pequena de tomilho
2 dentes de alho esmagados
2 colheres de sopa de azeite
sal e pimenta preta a gosto
Natas (opcional)

Tostas de queijo e estragão:
Pão da véspera cortado em fatias finas
Queijo da ilha ralado
Estragão fresco picado

Preparação:
*Refogue a cebola no azeite quente até ficar transparente. Junte as batatas, os alhos e o tomilho.
*Deixe ferver durante 15 minutos e junte os cogumelos limpos e cortados em pedaços.
*Deixe cozer até as batatas ficarem tenras, mais 5 ou 10 minutos.
*Apague o lume, retire a haste de tomilho da sopa e triture tudo com a varinha mágica ou então num liquidificador.
*Para fazer as tostas, misture queijo da ilha ralado com o estragão picado, polvilhe as fatias de pão com esta mistura e leve ao forno a 180º na prateleira de cima.
*As tostas ficam prontas em poucos minutos, um pequeno descuido e queimam, por isso não as perca de vista.
*Assim que o queijo derreter estão prontas.

*Sirva a sopa com um pouco de natas e com as tostas a acompanhar.



In English

It´s been a while since our last visit to Gerês. I miss it, and I had to go there before the Autumn was over. And so we left early in the morning, on a blue sky, sunny day, which made me beyond happy with the anticipation of what we could do.

Hiking. Shooting. Going down into the forest towards the river, where the splash of cold, clear water penetrates the skin and awakens the senses. See once more Vilarinho albufeira, that holds in the bottom of the smooth and mirrored waters many  ancient, almost forgotten stories. Plumging in body and soul in the damp, green moss and the warm colors of the leaves falling as we passed by, until we forget where we came from, as if we were always a part of that place.






But above all, I was wondering if I would find parasol mushrooms or soutelos as they call them in Gerês. It´s been a long time since we´ve picked some and they are absolutly delicious. They just need a little bit of olive oil, some garlic and the heat of the stove to be transformed in a really special treat. We were lucky. We found them in the middle of the fresh grass of the mashes from the surrounding villages and the oaks that surround them. Along the way we also picked arbutus that are abundant this year.

And so we returned home, with the fruits of the Autunm harvest.
The next day I made this hearty soup with the flavours of the hills of Gerês, accompanied by cheese tarragon toasts and a crunchy and delicious carrot, radishes, apple and hazelnut salad  and for dessert arbutus créme, smooth and sweet. From this trip, now I only have the colores leaves that I brought with me, and these recipes and photos, to reminde me of a a day when Autumn was king.







Parasols soup and cheese tarragon toasts





To clean  wild mushrooms use a soft brush (you don´t need a special one) or a piece of kitchen paper. Do not pick them if you´re not sure if they are edible or not. Some poisonous mushrooms are easily mistaken for edible ones.




Ingredients: soup
150 g parasols (you can use portobello or cremini mushrooms)
2 medium potatoes cut into quarters
1 medium onion, chopped
600 ml chicken stock
A small piece of thyme
2 garlic cloves crushed
2 tbs olive oil
Salt and black pepper to taste
Cream (opcional)

Cheese and tarragon toasts:
Fine slices of stale bread
Queijo da ilha (portuguese cheese), coarsly grated
Fresh tarragon, chopped

Preparation:
*Sautée de onion in the hot olive oil until translucent. Add potatoes, thyme, garlic and stock.
*Boil for 15 minutes and finally add the sliced mushrooms.
*Let it cook until the potatoes are tender, 5 to 10 minutes more.
*Take from the heat, remove the thyme and blitz the soup in a blender until smooth and velvety.

*To make the toasts, mix the cheese whith the tarragon and sprinkle it on top of the slices of bread.
*Put in a preheated oven to 180º, gas mark 4. The toasts will be ready in a few minutes so don´t leave them alone.
*You just want the cheese to melt and you´re donne.

*Serve the soup with a drizzle of single cream and the aromatic cheesy toasts.


Print Friendly and PDF

10 comentários:

Patrícia disse...

Fiquei encantada com as fotos e claro com a ementa...adoro cogumelos! Líndíssimo post!

Bjinho

Susanna Rush disse...

Lindo post! O Gerês encanta-nos mesmo! E nesta altura fica absolutamente mágico! Vou lá algumas vezes durante o ano. É como se fosse pela primeira vez! Gostei muito!

Pacas disse...

Que saudades das sopas de cogumelos que comi na Irlanda!!! Fiquei com vontade de fazer novamente essa sopa deliciosa.
Parabéns por tudo :)

Marmita disse...

Que bonitas imagens, nunca pensei que o gerês tivesse um encanto tão grande, deste uma vontade de lá voltar.. eu só lá tive no verão. Adorei as imagens.. parecem tiradas de um conto de fadas! parabéns por um post tão bonito!

Ondina Maria disse...

Sopa e salada aprovadas. E que lindo estava o Gerês :)

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

Mónica, as fotos acordaram em mim uma vontade imensa de voltar ao Gerês. Lindas. :)
Mas confesso que apesar de me tentar muito, tenho medo de me aventurar a apanhar coguemlos...
Bjs :)

Sanda Vuckovic Pagaimo disse...

Estou sem palavras,lindo!!!

Bombom disse...

PARABÉNS MÓNICA!
Um post fantástico.
Um texto de grande sensibilidade e beleza, muito bem escrito como de costume!
Umas fotos lindas, de nos prenderem o olhar!
Umas receitas fabulosas!
Não imaginas como godtei "deste bocadinho" que passei aqui, ao pé de ti!
Gosto muito de cogumelos, mas não me atrevo a apanhá-los porque não fui habituada a isso (menina de cidade...) e mesmo os apanhados por outras pessoas me fazem recear.
Por fim, O GERÊS...que saudades do tempo em que por lá passei, quando os meus filhos eram pequenos e eu os tinha por perto...Mas tenho esperança de um dia lá voltar para mostrar aos netinhos (que vivem em Inglaterra) esses recantos maravilhosos que tão bem descreveste!
Beijinhos da Bombom

Ramona Alina disse...

Adorei o prato e as photos, bravo:)

Ramona Alina disse...

Ja preparei a sopa e esta postada no meu blogue, obrigada:)

UA-16306440-1